quinta-feira, 27 de abril de 2017

pessoas


As pessoas mais solitárias são mais amáveis.
As mais tristes têm o sorriso bonito.
As mais sofridas são as mais sábias.
Tudo porque elas não desejam que outras pessoas sofram o tanto quanto elas sofreram.

Anónimo

(Texto reeditado )  

terça-feira, 25 de abril de 2017

ainda há muito que fazer




Não coloque um ponto final nas suas esperanças. Ainda há muito o que fazer, ainda há muito o que plantar e o que amar nessa vida.


Pe. Fábio de Melo

sábado, 22 de abril de 2017

encontrar-me




Há muito de ti no  que as minhas palavras não sabem dizer...
eu procuro apenas encontrar-me em mim e viver!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

num edifício em Paris....


Simplesmente belo.
Localizado num edifício  em Paris.
Um convite a uma viagem a esta linda cidade e à descoberta deste "Anjo" :)
Vamos ?

quarta-feira, 19 de abril de 2017

e era talvez ali



Trago no sangue o mistério
daquele resto de estrada
que não andei...
E era talvez ali
que eu ia ser feliz...


Sebastião da Gama

terça-feira, 18 de abril de 2017

a água é paciente



A água não resiste. A água corre...Quando mergulhas nela a mão, só sentes uma carícia. A água não é uma muralha sólida, não te deterá. Mas a água vai sempre para onde quer ir, e nada, no fim, pode nada contra ela. 
A água é paciente. 
Lembra-te de que és metade água. 
Se não puderes passar através dum obstáculo, contorna-o. 
A água fá-lo.

Margaret Atwood


segunda-feira, 17 de abril de 2017

simplesmente gostar...




Que a gente não precise das despedidas para lembrar o quanto gostamos de quem está perto. 
Que a gente não precise da saudade para lembrar o quanto gostamos de quem está longe.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

quinta-feira, 13 de abril de 2017

quarta-feira, 12 de abril de 2017

para o Martim


Meu querido Martim,

Tu que te queixas que agora não escrevo para ti, aqui tens um texto só teu :) 
Bem sei que é um gato... mas já concordámos que a tia te compra o cão. Uffa. Fica escrito aqui para todos saberem que me vences-te pelo cansaço.
Para ti, meu pequeno, uma Páscoa com muitos ovos de chocolate ! 
Guloso :) 

pássaro da alma



Seria uma bênção conseguir voltar a escrever. Quem escreve sabe quão intensa é a vida das palavras que nos habitam. E é isso que me falta. Falta-me gente que me habite. Tenho a alma devoluta de outras almas.
Os que me habitam, são os que me rodeiam, os que me estão próximos. Mas sobre esses não escrevo. Esses fazem parte das páginas da minha vida. Leio-os em segredo e, ciosa do tesouro que são, guardo-os só para mim. 
Resta-me aguardar a tua visita," pássaro da alma".

quarta-feira, 29 de março de 2017

fechado temporariamente



Por motivos pessoais, relacionados com saúde, vou ter que me ausentar deste blogue por tempo indeterminado.
Voltarei um dia, quando tudo tiver passado, quando sentir vontade de escrever, quando o blogue voltar a ter sentido.... quando o escrever com o mesmo amor que escrevi... e não como uma obrigação de...
Voltarei nesse dia... desconheço o tempo que preciso para me restabelecer.
Não vos posso pedir que não vão embora... não tenho esse direito, ainda que gostasse de vos ler. Muitas vezes nem respondi aos vossos comentários, nem visitei os vossos espaços porque já não fui capaz.
Um forte abraço a todos os que foram companheiros(as) de escrita ao longo deste tempo.


segunda-feira, 27 de março de 2017

as tuas verdades


Dizem que o destino sempre encontra o seu caminho... Mas as respostas que procuras, não estão nos lábios de um amigo. As tuas verdades habitam na tua alma, na melodia silenciosa do teu  coração. Em teu silêncios, apenas tu  poderás ouvi-las... 

quinta-feira, 23 de março de 2017

reconfortar o meu peito com o sorriso da primavera



Apetece partir, sem saber para onde. 
Fazer um piquenique com a vida e com o sol.
Fazer perguntas ao futuro de um passado que já não tenho. 
Preciso reconfortar o meu peito no sorriso da primavera. 
Criar atalhos no vento apenas para me devolver as perguntas que rabisquei em algumas utopias.
Apetece partir, sem saber para onde.

terça-feira, 21 de março de 2017

o caminho recomeça todos os dias


Li não sei onde..." a gente risca, vem o destino e rabisca..." Não há destino traçado a régua e esquadro, o caminho recomeça todos os dias...

quinta-feira, 16 de março de 2017

sensibilidade



A única luz que se deseja apagar ao outro é a do candeeiro que dorme junto à cabeceira, antes de aconchegar a roupa e dizer.. boa noite.

segunda-feira, 13 de março de 2017

hope


You may say I'm a dreamer, but I'm not the only one. I hope someday you'll join us. And the world will live as one.

John Lennon

domingo, 12 de março de 2017

de regresso


Estou de regresso às palavras, aos amigos, a quem esperou por mim, a quem chegou de novo. Grata.
Esta luz foi-me enviada por alguém que nesta ausência me enviou a luz da esperança, do acreditar.
Abraço-vos.


terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

até breve


Ainda a tempo de vos deixar estas flores simples, amarelas, abundantes na natureza, criadas por Deus, sem a intervenção do Homem.
O tempo a esgotar... mas ainda estou aqui.
Até breve...

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

um poema



Nunca esta estrada poderá ser tão longa
Como longa é, a distancia que nos separa
Onde tantas coisas existem tão erradas,
Existem corações que sofrem em silêncio
Porque a vida se encarregou de oferecer
Um caminho longínquo, mas tão amargo,
.
A vida surpreende-nos constantemente
Ora o sol nos sorri, ora foge de nós
E nos corações mais sensíveis à dor
Não há nada que nos faça esquecer
Quem de nós precisa, diariamente 
Para que o destino não seja predador,
.
A estrada é longa, como o destino marcado
Quantas vezes no silêncio o sofrimento domina,
Podem as estradas ser o silenciador da alma
Quando os passos dados nos levam ao passado,
Vamos acreditar, que o melhor estará para vir
E ao final da estrada, a vitória te fará sorrir.
****
Cidália Ferreira.


Este poema é uma partilha de amizade da Cidália Ferreira. A razão da partilha é simples... tudo o que está neste poema... cada palavra, sou eu... "Existem corações que sofrem em silêncio/ Porque a vida se encarregou de oferecer / Um caminho longínquo, mas tão amargo..."

Obrigado pela tua sensibilidade poética e pela amizade e carinho.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

por tempo indeterminado.



Cada um dos meus seguidores sabe as razões porque me ausento, mais cedo do que esperava. Para quem passa apenas fica uma nota de uma ausência imperativa, no caminho da minha vida.

Se um dia puder, volto. Se tiver forças escrevo individualmente a quem entender fazê-lo. Até ao dia em que me retirarem o computador e o telemóvel, continuarei a passar pelos vossos blogs.

Peço desculpa, coloquei  a moderação nos comentários, porque há pessoas que não merecem sequer pisar um espaço que para mim é sagrado, que é meu e da família ( a pouca que tenho), porque as pessoas não sabem o que é ficar só neste mundo...  Até hoje, sem o merecerem tiveram a porta aberta sempre. Eu não sabia, mas não mereciam sequer entrar, nem descalços, pela desonestidade.
Gosto das verdades bem ditas, não sei lidar com a mentira. Nunca soube. 
Claro que cada um sabe que isto não lhe é dirigido. A carapuça serve a quem fez as suas escolhas. Todas as escolhas têm consequências.

Um beijo em cada um de vós meus amigos queridos. Um abraço a quem passar.
Um até sempre amigos.

enquanto é tempo



Colhe a alegria das flores da primavera e brinca feliz enquanto é tempo. Sempre haverá os dias em que chegará o inverno e não terás o perfume das flores, nem o sol, nem a vivacidade das cores.

Augusto Branco.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

assim é a vida, a amizade, o amor...


Se não plantar, não nasce. Se não regar, não cresce. Se não amar, morre.
Assim são as plantas… assim são as pessoas...

Boa semana.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

quem traiu quem


Aqui há um traidor :) miauuu... shiuu !!!
Tal como na vida...

Bom domingo a todos.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

olhar a vida em silêncio




Há palavras, lugares, momentos, pessoas, músicas, filmes, olhares, silêncios, imagens que nos dizem tanto que para falar sobre elas todas as palavras se revelam inúteis...
Encontrem os lugares que vos são queridos, por um motivo simples, porque dali se rasgam horizontes e se saboreiam os momentos em que simplesmente olhamos a vida em silêncio.
Foi assim comigo. E senti uma paz imensa.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

as palavras


As palavras começam a fugir de mim, escondem-se no ecran do computador, brincam comigo... cada vez me é mais difícil encontrar algo de bonito para escrever...(ah doce inspiração, onde andas?). 
Deixo os desejos de muita luz e paz nos vossos corações.


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

um dia...


Para o Martim com muito amor.
Um dia será assim, já que tanto insistes ;)  
Tu e o teu amigo de quatro patas.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

para os que sabem o significado do amor


Para os que não pronunciam a palavra "amor" sem sentir qualquer emoção, qualquer essência que lhes toque a alma, para os que amam de verdade... para os que são eternos enamorados da vida, da pessoa que escolheram para estar na sua vida, fica uma imagem antecipada do que chamam por aí "dia dos namorados".
Vivam os vossos dias com amor.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

dádivas da natureza


Estou de fim de semana a usufruir de tudo o que a vida me dá, das minhas plantações, das novas sementeiras... da vida!
Colhi estas flores que trouxe comigo, que são uma dádiva da natureza. Em alguns lugares mais abrigados, a primavera parece querer renascer mais cedo...
Bom fim de semana.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

para ti


É o que quero que faças meu querido Martim. Era disto que a tia falou contigo hoje. Agora é a idade de brincar, de fazeres disparates, de pintares a cara, a roupa,.. ;) de desenhares nas paredes do teu quarto...
Este blog é teu... se um dia a tia não lhe apetecer escrever mais, quando tu cresceres vens aqui e apagas tudo. (o Pai diz como fazer).
E esta foto deve ser mais ou menos a maneira como chegaste a casa hoje...  e sim, querido Martim, vive a vida! Pinta a cara, o cabelo...brinca, corre, salta, inventa...


sigam a vossa intuição


Porque hoje a minha inspiração se ausentou de mim... deixo-vos uma imagem.
Feliz dia a todos.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

uma brincadeira para o Martim


Não encontrei um cão. Mas serve na mesma... olha só a evolução das coisas (como tu dizes) em 1990 os gatos brincavam com novelos de lã... hoje têm telemóvel :) ah ah ah
Será que temos que comprar um para o cão?
(Um miminho por teres comido a sopa e estares a ser bem comportado) ! Uffa!!!

anotar sonhos



Hoje entrei  numa livraria, para  comprar um caderno lindo e anotar sonhos... que hei-de partilhar convosco um dia.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

todos diferentes, todos iguais


A visão que tenho do mundo que me rodeia quando de manhã me dirijo para o trabalho é um pouco esta, gente, mais apressada, mais pessoas, a mesma indiferença, cada um com os seus pensamentos, nem olham para o lado. 
Alguns destoam pela roupa, por este ou aquele acessório... mas no fundo somos seres humanos, diferentes entre iguais, porque ninguém conhece ninguém numa cidade... cruzamos-nos com tantas pessoas desconhecidas alegres, tristes... felizes.
É um mundo globalizado como gostam de dizer ou multicultural, mas é também um mundo (des)humanizado.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

bom fim de semana


Com muita paz no vosso coração, independentemente da chuva, do frio... das nuvens.
Aproveitem a vida. Vivam intensamente...

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

para o Martim



Na alma ninguém manda.
Ela simplesmente fica onde se encanta.

Fernando Pessoa

nar urgências de um hospital há pessoas doentes da alma




Passei parte da noite na urgência de um hospital. Há pessoas com problemas reais que precisam ser assistidos. Mas não se desvalorize nunca a solidão dos que estão doentes da alma, que vão à urgência para não se sentirem sós e esperam horas que alguém pronuncie o seu nome. Leve o tempo que levar, eles esperam... é a forma de voltar a existir, de se sentirem  gente.
Foi doloroso perceber como há tanta gente com esta solidão, abandono, perturbações próximas da loucura. É também nestas noites solitárias que lhes dão um pequeno pacote de leite e uma embalagem com 5 bolachas que são a comida que eles viram nos últimos dias. Nas urgências de um hospital há tantos doentes da alma... uma dor talvez mais dilacerante que aqueles que vão por uma dor, um acidente, uma fratura, um problema de rins...


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

mais forte

«Mais forte»

Na simplicidade das palavras,
Que se querem mesmo assim,
Sei que ainda lá estavas,
Sempre a confiar em mim,
A tua força é o meu alento,
Na adversidade ou bonança,
Que em todo e qualquer momento,
Eu preciso de confiança,
Nestes caminhos da vida,
Onde nem tudo é perfeito,
Sei que sou bem resolvida,
O resto vem com o jeito,
Sei que vou conseguir,
Ser mais forte e melhor,
Voltar a poder sorrir,
Acreditando no meu valor.

Poeta

Este poema foi uma gentileza do "Poeta" ao qual agradeço a atenção e este lindo poema com que me brindou.
Bem-haja.

Podem ler os seus poemas em http://sugereme.blogspot.pt 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

suspender o tempo


Há dias em que apetece suspender o tempo. Mas o tempo avança numa única direcção. 
Sem retorno. Sem paragens. 

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

provérbio



A alma não teria nenhum arco-íris se os olhos não tivessem lágrimas.

Provérbio Chinês


sábado, 28 de janeiro de 2017

namorar a vida



O que sobra da vida se deixarmos de ser capazes de namorar com ela, mesmo no meio da adversidade?
Bom fim de semana 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

simples e bela


Sou uma pessoa com uma forte ligação à natureza. Encontrei esta foto num acaso. Acho-a de uma beleza extraordinária e por isso decidi publicar. Cada um fará a leitura que entender.

-------
Um pequeno aparte para o meu querido sobrinho Martim que ontem estragou as molas todas em casa e os lápis a fazer pares de namorados como a imagem que publiquei :) hoje quero ver como fazes para teres uma ideia de génio e construir um abrigo assim... é meu pequeno não estás aqui... estás na Suiça... vê se não te lembras de fazer disparates. 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

compreensão


Há remédio para muita coisa, mas o primeiro remédio a aplicar em todas as circunstâncias é a compreensão.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

solidão acompanhada?Não, obrigado!


Na solidão, o silêncio esmaga. Qualquer ruído parece sempre demasiado distante ou demasiado próximo – quando o ouvimos longe julgamos ser uma metáfora do que sentimos, quando o pressentimos perto pensamos serem fantasmas ou a nossa falta de tino. Na solidão morre-se assim. Umas vezes acompanhados, noutras sozinhos. Sim. Podemos asfixiar de solidão com gente à volta e uma cama partilhada. E podemos viver tranquilos estando sozinhos. A solidão é democrática e silenciosa.

excerto do livro de Luís Osório, o Amor


"Podemos viver tranquilos estando sozinhos" 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

sempre que




sempre que não ficamos ancorados à memória do que foi, à saudade do que podia ter sido, à desilusão do que não foi,
sempre que não se guarda raiva nem rancor, 
sempre que nos fecham uma porta, 
sempre que abrimos uma janela, 
sempre que não se fica refém do que se esperava de alguém, 
sempre que não desistimos dos sonhos, 
sempre que não aceitamos metade porque o todo é a nossa parte, 
sempre que conseguimos seguir em frente sem olhar para trás, 
sempre que nos permitimos o desapego, 
sempre que não nos sentimos culpados de nos desapegar, 
sempre que não permitimos que nos façam sentir culpados pelas nossas escolhas, 
sempre que não se perde a capacidade de recomeçar, 
sempre que não deixamos de acreditar, 
sempre que não nos demitimos de fazer o nosso caminho, escudados nas acções e omissões dos outros, 


Sigo...