terça-feira, 31 de janeiro de 2017

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

provérbio



A alma não teria nenhum arco-íris se os olhos não tivessem lágrimas.

Provérbio Chinês


sábado, 28 de janeiro de 2017

namorar a vida



O que sobra da vida se deixarmos de ser capazes de namorar com ela, mesmo no meio da adversidade?
Bom fim de semana 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

simples e bela


Sou uma pessoa com uma forte ligação à natureza. Encontrei esta foto num acaso. Acho-a de uma beleza extraordinária e por isso decidi publicar. Cada um fará a leitura que entender.

-------
Um pequeno aparte para o meu querido sobrinho Martim que ontem estragou as molas todas em casa e os lápis a fazer pares de namorados como a imagem que publiquei :) hoje quero ver como fazes para teres uma ideia de génio e construir um abrigo assim... é meu pequeno não estás aqui... estás na Suiça... vê se não te lembras de fazer disparates. 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

compreensão


Há remédio para muita coisa, mas o primeiro remédio a aplicar em todas as circunstâncias é a compreensão.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

solidão acompanhada?Não, obrigado!


Na solidão, o silêncio esmaga. Qualquer ruído parece sempre demasiado distante ou demasiado próximo – quando o ouvimos longe julgamos ser uma metáfora do que sentimos, quando o pressentimos perto pensamos serem fantasmas ou a nossa falta de tino. Na solidão morre-se assim. Umas vezes acompanhados, noutras sozinhos. Sim. Podemos asfixiar de solidão com gente à volta e uma cama partilhada. E podemos viver tranquilos estando sozinhos. A solidão é democrática e silenciosa.

excerto do livro de Luís Osório, o Amor


"Podemos viver tranquilos estando sozinhos" 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

sempre que




sempre que não ficamos ancorados à memória do que foi, à saudade do que podia ter sido, à desilusão do que não foi,
sempre que não se guarda raiva nem rancor, 
sempre que nos fecham uma porta, 
sempre que abrimos uma janela, 
sempre que não se fica refém do que se esperava de alguém, 
sempre que não desistimos dos sonhos, 
sempre que não aceitamos metade porque o todo é a nossa parte, 
sempre que conseguimos seguir em frente sem olhar para trás, 
sempre que nos permitimos o desapego, 
sempre que não nos sentimos culpados de nos desapegar, 
sempre que não permitimos que nos façam sentir culpados pelas nossas escolhas, 
sempre que não se perde a capacidade de recomeçar, 
sempre que não deixamos de acreditar, 
sempre que não nos demitimos de fazer o nosso caminho, escudados nas acções e omissões dos outros, 


Sigo...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

flores campestres


São simples, por isso também muito belas. Nascem de forma espontânea e costumo apanhá-las misturadas com urze. Quando aparecem lembram o renascer da primavera depois dos rigores do inverno.
Está um frio... mas eu sou mulher de coragem e isso não me impedirá de ao fim do dia percorrer 220 Km para chegar à casa que era dos meus pais, que hoje é minha e do meu irmão... nem a geada, nem o gelo me impedem esta viagem, onde busco o reencontro comigo, a paz, a natureza... a agricultura que continuo a praticar... a vida.

Desejo-vos um fim de semana tranquilo. 


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

a minha futura estante


Achei maravilhosa esta ideia. Já a imagino na casa da aldeia, num ambiente rural. Vai ficar fantástica. Tenho tudo para a construir. 
Planear, edificar... e mãos à obra. 


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

para ti meu pequeno



Imagina um gato assim com uma casa numa das nossas árvores a espreitar o sol, e tudo à sua volta. Mas tu queres um cão, logo não dá para lhe construir  uma casa,(como a da foto) que o cão não sobe árvores :)
E agora? A tua ideia que eu podia fazer umas escadas para o cão subir, como me dizias ontem ao telefone é de génio... (mas nem penses). 
Quem sabe deixo este blogue para tu leres quando fores mais crescido e veres os disparates que dizes. Teimoso és, como eu:) dizem que é do signo, meu leãozinho. 

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

em construção



Arrumar, organizar, ter um olhar critico sobre o espaço, a sua distribuição, o que nele mantemos e o que nele já não nos faz falta. 
Nas gavetas como na vida, somos nós que decidimos o que que dispensamos por inutilidade ou incómodo. 

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

tantas saudades tuas


Querido Pai, tenho tantas saudades tuas... Neste momento queria encostar o meu peito ao teu e sentir um abraço nosso. Um abraço é sempre uma viagem. O abraço com que envolvias e eu sentia que viajamos juntos pelo mundo dos afectos, do amor que me unia a ti como filha. 
Neste momento, sinto o teu abraço a percorrer-me toda a memória. É puro. Quase chega a ser real. Quase chego a vive-lo como se existisse. Hoje era o teu aniversário natalício e eu não o esqueço. Estás nas minhas orações.
Sabes, Pai mesmo não estando mais neste mundo, lembro o último abraço que te dei.
Que estejas em Paz onde quer que estejas.
Obrigado por tudo o que sou, o que me deste, o que me ensinaste, acima de tudo sou uma mulher feliz pelo  imenso amor  que dedicaste a mim e ao meu irmão, aos teus filhos.
Vives em cada dia no meu coração. 
De nós,  querido pai.
A.e Z.L.

sábado, 14 de janeiro de 2017

bom fim de semana



Um fim de semana pleno de paz e esperança... de acreditar, de não desistir nunca.


sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

há muitos que precisam, que chegues



não faças do amanhã, o sinónimo de nunca;
nem o ontem, te seja o mesmo, que nunca mais;
os teus passos ficaram, podes olhar para trás;
mas segue em frente, pois há muitos que precisam, que chegues;
para poderem, seguir-te.


[Charles Chaplin]

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

acredita em ti





Acredita nos caminhos que têm curvas apertadas e subidas íngremes. Acredita nas promessas de sol, mesmo que não saibas o que vem a seguir. Pratica a esperança e a fé.
Acredita nos passos que dás, nos passos que implicam escolhas, nos passos que te trazem dias em que ganhas e dias em que perdes, mas aprendes...Pratica a coragem e a confiança.Acredita nas pessoas que vêm para ficar, nas que gostam de ti, nas que te fazem falta, nas que te trazem alegria. Pratica a gratidão. 
Acredita no bem querer, no amanhã, na vida. 
Acima de tudo acredita em ti mesmo, pois tu és a força, a coragem, a fé, a esperança, o sorriso, a lágrima,a gratidão, a amizade, o amor, a paz...

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

para ti



Para ti meu pequeno M. para entenderes o que a tia te dizia. Deixa  de falar português e alemão ao mesmo tempo... e de me pedir um cão. Vou visitar-vos em breve. As saudades são muitas e vocês são a minha única família.... estamos tão longe. Beijinhos.

street art


segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

afinidade



Se há coisa que não podemos explicar, a afinidade é uma delas. Paira e encontra o caminho. Sempre certeira. 
Depois de a sentirmos em relação a alguém, nunca mais se rompe este laço.
Um dos afectos  mais bonitos.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

em viagem


Também eu viajo hoje para o lugar onde sou feliz... onde encontro paz, onde as minhas mãos se misturam com a terra para semear, plantar e um dia colher... foi isso que aprendi desde muito pequena. Sou grata por saber ler a simbologia das nuvens, que me avisam do bom ou mau tempo, os ciclos da lua,o sopro do vento, porque a natureza é o solo da vida.
Aos que ficam longe deste lugar tão meu, desejo que sejam capazes de produzir sorrisos de verdadeira solidariedade e amizade.
Bom fim de semana.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

na margem oposta





Há dias em que, procuro em mim, pontos de referências, sinais que me ajudem a perceber em que margem da vida devo ficar. Impulsiva por natureza tenho dificuldade em ficar naquele lado que nos obriga a aguardar que tudo se desenrole por si e nos traga aquilo que desejamos e acreditamos que, apesar da espera… vai chegar e valer a pena.
Inevitavelmente salto mesmo sem rede, sem certezas absolutas, e decido eu mesma o meu caminho. Acima de tudo acredito em mim, acredito que sou capaz… ficar estática à espera que aconteça… não faz parte de mim.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

pequenas coisas



As pequenas coisas, são as que melhor me definem... renovação a minha palavra deste novo ano, está intimamente ligada à natureza. 
Tantas vezes quando percorro uns  bons quilómetros para chegar ao lugar onde nasci, no fim de semana, não me apetece regressar de novo...
Hoje, como em miúda sento-me no mesmo chão, onde tantas vezes me sentei com o meu irmão e era tão feliz...nesse lugar onde existíamos até se fazer noite. Momentos que ficam em nós eternamente...
Estou a ficar cansada de viver na cidade... mas é aqui que está toda a minha vida profissional.